Tuesday, May 30, 2017

629 – The Monkees – Daydream believer (1967)

Escrita por John Stewart pouco antes dele deixar o Kingston Trio, foi gravada em 14 de junho e 9 de agosto de 1967 e lançada pelos Monkees em 25 de outubro de 1967 num compacto que tinha Goin' down como Lado B. Quem fez os vocais principais foi Davy Jones.

Chegou ao número 1 nos charts pop americanos em dezembro de 1967, ficando nessa posição por 4 semanas consecutivas. Também chegou ao número 5 dos charts britânicos. Foi o último hit número 1 dos Monkees nos Estados Unidos.

Foi regravada em 1979 por Anne Murray, que chegou ao número 3 dos charts country americanos e número 12 nos charts pop americanos. O próprio compositor John Stewart gravou uma versão em 1971.

A canção chegou ao grupo através do produtor da banda Chip Douglas, que encontrou com Stewart numa festa na casa de Hoyt Axton.

Michael Nesmith tocou guitarra solo, Peter Tork piano e Micky Dolenz fez backing vocals. Ninguém pensava que seria um sucesso e o próprio Davy Jones gravou a canção chateado.

Foi regravada também pelos Four Tops e Susan Boyle, entre outros.

A letra:

Oh, I could hide 'neath the wings
Of the bluebird as she sings.
The six o'clock alarm would never ring.
But it rings and I rise,
Wipe the sleep out of my eyes.
My shavin' razor's cold and it stings.

Cheer up, Sleepy Jean.
Oh, what can it mean.
To a daydream believer
And a homecoming queen.

You once thought of me
As a white knight on a steed.
Now you know how happy I can be.
Oh, and our good times starts and end
Without dollar one to spend.
But how much, baby, do we really need.

Cheer up, Sleepy Jean.
Oh, what can it mean.
To a daydream believer
And a homecoming queen.
Cheer up, Sleepy Jean.
Oh, what can it mean.
To a daydream believer
And a homecoming queen.

[Instrumental interlude]

Cheer up, Sleepy Jean.
Oh, what can it mean.
To a daydream believer
And a homecoming queen.
[Repeat and fade]

A versão dos Monkees:


A versão Anne Murray com Nelly Furtado de 2015:


A versão dos Four Tops:

No comments:

Post a Comment