Monday, May 17, 2010

30 – Little Richard – Long Tall Sally (1956)

Por coincidência, a música número 10 dessa seleção foi um blues tradicional de Chicago. A música número 20 foi um country cantando por Elvis e agora a música numera 30 é um exemplo do mais puro rock and roll. Little Richard canta o clássico Long tall Sally, no estilo 12-bar blues, escrita por ele, por Robert Blackwell e Enotris Johnson e lançada em Março de 1956 pela Specialty Records.

Ela foi lado A justamente do compacto que tinha Slippin and Sliddin no lado B, que vem a ser música numero 25 desse seleção aqui. As duas canções foram relançadas em 1957, no álbum de Little Richard lançando também pela Specialty chamado “Here’s Little Richard”.

Long Tall Sally chegou ao número 1 dos charts de rhythm and blues e no número 6 nos charts de música popular. Ela é a música número 56 da lista da Rolling Stone magazine das 500 melhores músicas de todos os tempos. Se tornou um clássico, regravada por muitos artistas.

Como Little Richard havia feito Tutti-Frutti e ela havia se tornado um hit, um dos grandes astros brancos da época, Pat Boone regravou-a e fez mais sucesso do que Richard, devido ao veto aos negros nas rádios de brancos e também nas vendas de discos. Com medo disso acontecer, mesmo que Pat Boone tenha feito Richard rico, como ele mesmo costuma dizer, Richard queria gravar uma música tão rápida que Pat Boone não seria capaz de imitar. Mesmo assim Boone fez a sua própria gravação da música no mesmo ano de 1956. Assim como Elvis Presley, também em 1956.

Blackwell, um dos co-autores da música foi apresentado a uma garota chamada Enotris Johnson por um disc-jockey famoso na época, que por sua vez, escreveu a música pra Little Richard gravar, pra ela poder pagar o tratamento de uma tia doente. A parte que ela escreveu dizia assim: “Saw Uncle John with Long Tall Sally/They saw Aunt Mary coming/So they ducked back in the Alley”.

Sem querer fazer raiva ao disc jockey, Blackwell aceitou a oferta e levou a idéia pra Little Richard, que não queria no começo. Mas apesar disso, a frase “ducked back in the alley” era exatamente o que eles estavam procurando e Richard ficou praticando até cantar o mais rápido possível. Trabalharam na música, adicionaram versos e refrão, até chegarem no hit que eles queriam.

A gravação foi feita em Fevereiro de 1956, em New Orleans, no J&M Studio, o estúdio de gravação de propriedade do lendário Cosimo Matassa, na esquina das ruas Rampart e Dumaine, onde Fats Domino e outros grandes de New Orleans gravaram seus sucessos.

Tutti-frutti também foi gravada ali. Blackwell foi o produtor e tiveram o grande Earl Palmer na bateria, alem de Edgard Blanchard na guitarra, Frank Field no baixo, Lee Allen no sax tenor, Alvin “Red” Tyler no sax barítono e o próprio Little Richard no piano e voz.

Alem de Pat Boone e Elvis Presley, The Kinks, Jerry Lee Lewis, os Beatles, Scorpions, entre outros, também tiveram a sua própria regravação deste sucesso.

A letra:

I'm gonna tell Aunt Mary 'bout Uncle John
he said he had the misery but he got a lot of fun
Baby, yeah now baby Woo baby, some fun tonight I saw Uncle John with Long Tall Sally
he saw Aunt Mary comin' and
he ducked back in the alley

Oh, baby, yeah now baby
Woo baby, some fun tonight

Well Long Tall Sally's built pretty sweet

She got everything that Uncle John need
Baby, yeah now baby Woo baby, some fun tonight Well, we're gonna have some fun tonight have some fun tonight Everything's all right have some fun tonight have some fun yeah, yeah, yeah, We're gonna have some fun tonight have some fun tonight Everything's all right have some fun tonight Yeah, we'll have some fun some fun tonight

Segue Little Richard em 1956:



Agora os Beatles em 1964:



Paul McCartney, em 1986:

No comments:

Post a Comment