Thursday, June 13, 2013

211 – Bob Dylan – House of the rising sun (1962)

Trata-se de uma cancao folk tradicional, ninguem sabe quem a escreveu. A versao de maior sucesso comercial foi feita pelo grupo ingles The Animals, em 1964, que foi um hit número 1 nos Estados Unidos, Reino Unido, Suécia, Finlandia e Canadá.  

A gravação mais antiga é de 1934, feita por Clarence Tom Ashley e Gwen Foster. Ele disse que aprendeu com seu pai, Enoch Ashley. Em 1937, Georgia Turner, com 16 anos, gravou uma versao. Foi a versao de Woody Guthrie, de 1941, que fez a cabeça de Bob Dylan e o faria gravar a versao que escolhemos aqui, de 1962.

Johs White faria outra versao em 1947 e Lead Belly a gravaria duas vezes, uma em 1944 e outra em 1948. Em 1957, Gleen Yardbrough gravou a cancao e Pete Seeger a gravou em 1958. Frank Laine gravou-a em 1959, assim como Andy Griffith. Joan Baez gravaria-a em 1960, assim como Miriam Makeba. Bob Dylan a gravaria no fim de 1961, pro seu album de estréia, que sairia em março de 1962. Nina Simone tambem gravou em 1962. Los Speakers gravou-a em 1965 em espanhol.  

A versao dos Animals foi lançada em 19 de junho de 1964. Eric Burdon, lider dos Animals, escutou essa música em Newcastle e estavam em turnê com Chuck Berry, por isso queriam algo diferente pra cantar. Mesmo a versao de Dylan vindo antes da versao dos Animals, todo mundo pensava que Dylan tinha gravado depois e imitado os Animals, o que o irritou tanto que ele parou de tocar a canção. Porém Dylan disse que escutou a versao dos Animals no rádio e gostou muito.

A versao dos Animals é tida como o primeiro folk rock hit. Nas versoes anteriores, incluindo a Dylan, escolhida por mim pra esse lista, o gambler era o Sweetheart e quem tinha a vida de degradação era uma mulher. Na versao dos Animals a mulher passa a ser um cara, cujo Father era o gambler. Foi um hit estrondoso pros Animals, que foram os primeiros número 1 na América sem ser os Beatles, nessa epoca, chamada de British Invasion.

A versao dos Animals foi o número 122 das 500 maiores cançãoes de todos os tempos da revista Rolling Stone. É tambem uma das 500 canções que deram forma ao rock and roll, do Rock and Roll Hall of Fame. RIAA colocou-a como número 240 das cançoes do século. Em 1999, recebeu um Grammy Hall of Fame Award. Foi eleita no Reino Unido, em 2005, a quarta maior canção britanica de todos os tempos.

A banda americana de Detroit, Frijid Pink, gravou uma versao psicodelica em 1969, que se tornou um hit internacional em 1970. Estouraram na Europa, ficando em número 3 na Austria, 6 na Bélgica, 3 na Dinamarca, 1 na Alemanha, 7 na G’recia e Irlanda, 3 na Holanda, 1 na Noruega, 2 na Polonia, 6 na Suécia, 2 na Suíca, e 4 no Reino Unido, 36 na França e 54 na Itália, além de 3 no Canadá, 4 em Israel, e 14 na Australia.

Em 1981, Dolly parton regravou-a e o personagem voltou a ser uma mulher, como na versão de Dylan. Chegou ao número 14 dos charts country americanos e 77 nos charts pop americanos. Muse regravou-a em 2002.

O título da canção, House of rising sun, é referido à um bordel, mas não é sabido se realmente existiu um bordel com esse nome em New Orleans ou se é somente obra de ficção. Mas tambem algumas pessoas acham que pode ser uma prisao ou um hospital onde as prostitutas eram tratadas de sifilis.  

Apenas dois lugares no entato tem registro historico de ter esse nome. O primeiro era um hotel no French Quartier, na Conti Street. Pegou fogo em 1822 e em 2005 numa escavação no site, encontraram panfletos e artefatos que indicavam que ali era um local de prostituicao. O segundo local era do fim do século 19, o Rising Sun Hall, localizado na Carrollton neighbourhood, que foi uma casa de festas.

Um guia de New Orleans diz que a casa existiu no 1614 da Esplanade Avenue, entre 1862 e 1874 e tinha o nome da sua dona, Marianne Le Soleil Levant, que é o frances pra the rising sun.

A letra:

There is a house down in New Orleans
They call the Risin' Sun
And it's been the ruin of many a poor girl
And me, oh God, I'm one.

My mother was a tailor
She sewed these new blue jeans
My sweetheart was a gambler, Lord
Down in New Orleans

Now the only thing a gambler needs
Is a suitcase and a trunk
And the only time he's satisfied
Is when he's on a drunk

He fills his glasses up to the brim
And he'll pass the cards around
And the only pleasure he gets out of life
Is ramblin' from town to town

Oh tell my baby sister
Not to do what I have done
But shun that house in New Orleans
They call the Risin' Sun

Well, it's one foot on the platform
And the other foot on the train
I'm goin' back to New Orleans
To wear that ball and chain

I'm a-goin' back to New Orleans
My race is almost run
I'm goin' back to end my life
Down in the Risin' Sun

Jesus, '
I don't wanna be left alone.
Jesus, oh Jesus,
Can you hear my last prayer?
I know I have sinned,
But Lord I'm sufferin'
Jesus, oh Jesus,
Can you hear my last prayer?

There is a house in New Orleans
They call the Risin' Sun
It's been the ruin of many a poor girl
And Lord I know I'm one

Bob Dylan, na gravação original, de 1962:



Agora a fantástica versão dos Animals, de 1964:



Essa é a versão do Frijid Pink, que se tornou tambem um hit internacional, de 1970:


No comments:

Post a Comment