Sunday, January 17, 2010

13 - Little Richards - Tutti-Frutti (1955)

O fenomeno do blues foi imensamente ignorado pelos grandes selos, então alguns selos independentes apareceu pra preencher esse espaço em branco. Entre eles estavam o King, Chess, Aladdin, Specialty e o Modern. Chess foi o selo que deu a oportunidade de Jackie Breston de gravar a música “Rocket 88”, em 1951, que alguns puristas classificam como sendo a primeira gravação de rock and roll. De minha parte, eu acho que a primeira gravação de rock and roll só surgiu em 1954. A duvida fica somente entre Shake, rattle and roll, That’s all right ou Rock around the clock.

Mas o crucial rompimento para o Mercado branco foi feito por grupos vocais como o The Dominoes and The Orioles, que criaram os hits Sixty Minute Man, de 1951 e Crying in the chapel, de 1953. Curiosamente, Bill Haley gravou alguns covers de alguns artistas negros como Ruth Brown, cuja música era considerado muito negra pra ingressar no mercado branco.

Louis Jordan era o James Brown da sua época. Uma figura impar da música negra que gostava de muitas inovações e uma delas foi a inclusão da guitarra elétrica em seu grupo na metade dos anos 1940. Sua influência foi ouvida na musica de Little Richard anos mais tarde e também em Screamin’ Jay Hawkins, enquanto Milt Gabler, que produzia Jordan, foi produzir Bill Haley, levando com ele o ritmo diferente de Jordan junto com ele. Jordan alcançou várias entradas nos charts da Billboard de Rhythm and Blues da época, que se chamava Billboard “race”, pra dizer que era raça, de negro.

Então essa terceira entrada traz justamente esse fã do estilo de Louis Jordan, o grande Little Richard com sua Tutti-Frutti, escrita por ele e que foi seu primeiro hit. Foi nessa música que foi criado o famoso grito de rock and roll: “A-wop-bop-a-loo-bop-a-lop-bam-boom!”. Esse grito era supostamente pra imitar um batido de uma introdução de bateria. Essa música se transformou em modelo pra muitas outras músicas de rock.

Como eu falei antes das gravadoras independentes, Little Richard gravou com a Specialty. Ele gravou com a banda de Fats Domino. A canção cantada por Richard pros produtores era muito gay e o produtor tratou de altera-la, o que considerou uma limpeza. Ele chamou Dorothy LaBostrie pra colocar nova letra. Antes era “Tutti Frutti, good booty / If it don’t fit, don’t force it / You can grease it, make it easy", que foi trocada por “Tutti Frutti, all rooty! Tutti Frutti, all rooty”. All Rooty era uma gíria negra pra “All Right”.

A canção foi gravada em 3 takes e levou apenas 15 minutos. Foi gravada em 15 de setembro de 1955 e entrou nos charts em novembro de 1955, alcançando o número 2 no começo de 1956. A canção é a número 43 da rolling stone magazine das 500 melhores canções de todos os tempos.

Outros artistas fazerem regravações de músicas de sucesso era normal durante os anos 1940 e 1950. Um hit poderia gerar varias versões diferentes. Dessa maneira, pra atrair o público branco, Pat Boone gravou a sua versão de Tutti-Frutti, que chegou ao número 12 dos charts, enquanto que a original de Little Richard chegou apenas ao número 17.

Pat Boone não queria gravar pois a canção não fazia sentido pra ele, mas foi persuadido pelos produtores. Little Richard não gostou muito e disse que Boone tomou sua música e disse que a versão de Boone ficou mais popular porque ele era branco.

Richards disse que quando eles viram que a música era um sucesso, colocaram logo um branco pra gravar também, porque assim o branco iria pros charts de rock e Richard pros de rhythm and blues, pois o dinheiro estava nos charts de rock. Alem do que, Richards estava se tornando um ídolo pros jovens brancos e as famílias não gostavam disso. Richards disse que os meninos então tinham o disco de Boone em cima da mesa e o dele na gaveta e que quando os pais não viam, era o de Richards que eles colocavam pra tocar.

Pra evitar esse tipo de problema, Chuck Berry era mais esperto. Ele usava uma dicção mais clara, pra ficar mais parecida com o inglês usado pelos brancos. Dessa forma, ele atraia ambos os públicos. Os negros pois ele era um deles, tocando a musica deles e os brancos por apresentar uma musica diferente, mas cantada com o inglês que eles estavam acostumados a escutar.

A letra:

A-Wop-bop-a-loo-lop a-lop-bam-boo
Tutti Frutti, all rooty

I got a girl, named Sue, She knows just what to do.
She bops to the east, She bops to the west
But she's the girl that I love best.

Tutti Frutti, all rooty
A-wop-bop-a-loo-lop a-lop bam boo

I got a girl, named Daisy, She almost drives me crazy
She knows how to love me, Yes indeed
Boy you don't know, What she's doing to me

Tutti Frutti, all rooty
A-wop-bop-a-loo-lop a-lop bam boo

Little Richard em 1956:



Elvis Presley tambem em 1956:



Agora o Queen em 1986:



No comments:

Post a Comment