Friday, January 8, 2010

12 - The Platters - Only you (1955)

Embora o rock tenha vindo dos quatro estilos que citei antes, as mais fortes influencias vieram mesmo do blues e do country. Os blues representando um fenomeno urbano, uma vez que a imigracao negra do interior dos estados do sul para as grandes cidades aumentou bastante.

Por sua vez, o country também crescia em popularidade até sair da sua esfera regional. Uma musica que era passada de geracao em geracao agora crescia com a ajuda do rádio. Criou celebridades nacionais com cantores com de cowboy como Gene Autry e Roy Rodgers. No fim dos anos 1940, o country já havia possuía lançamentos de discos acima da casa dos milhões de copias.

A divisão entre essas duas vertentes, blues e country, era simples: a cor do cidadão. Os brancos não escutavam o blues e as musicas dos negros e vice versa. Em suma: os brancos escutavam country e os negros escutavam blues. Por sua vez, as rádios eram as de branco e as de negros.

Começaram então as excecoes. Bill Haley ajudou a quebrar essa barreira e passou a tocar na rádio dos negros. A inspiracao de Haley era o bluesman Big Joe Turner, que havia se mudado de Kansas City pra New York em 1939 e ajudou a criar a paixão americana pelo boogie woogie.

Como já foi dito aqui na música 4 desta selecao, a sua “Shake, rattle and roll” se tornou um hino do rock nas mãos de Haley em 1954. Um padrão que iria se repetir com “Hound Dog”, de Big Mama Thorton, que Elvis faria sua versão rock em 1956.

O blues começou sua vida nas musicas cantadas pelos negros enquanto trabalhavam nas lavouras, sendo refinadas depois em blues rurais e depois exportadas pras grandes cidades industriais do norte e do oeste. A principal Meca desse blues foi Chicago. O esforço de guerra acelerou esse processo.

A música de mitos de hoje como Big Bill Broonzy, cantor e guitarrista, se tornou muito mais apreciada pelo país e sujeitos como John Lee Hoocker faria muito mais sucesso em Detroit do que na sua casa, no Mississipi. Com sua guitarra eletrica Gibson cor de cereja, ele era o arquétipo do bluesman urbano.

Das doze músicas aqui já apresentadas, você pode contar: Lloyd Price, Big Mama Thorton, Clyde McPhatter and The Drifters, Big Joe Turner, The Penguins, Muddy Waters, Chuck Berry e agora The Platters. Oito negros ou conjunto de formacao negra. As unicas exceções foram Elvis (3 vezes) e Bill Haley (1 vez). E sem falar que Elvis cantava como um negro e Bill Haley era bem próximo de Big Joe Turner.

Mas essa decima segunda não é country e nem blues. Trata-se de uma balada romântica, também de um grupo negro, The Platters. Trata-se do grande hit “Only You”, composta por Buck Ram e Ande Rand e gravada maravilhosamente bem pelos The Platters. Primeiro, os Platters fizeram uma gravação e aparentemente ficou uma bosta, mas quando a regravaram e lançaram em Julho de 1955, a canção alcançou o topo dos charts.

Em 1974, Ringo Starr gravou a sua versão no seu disco Goodnight Vienna, e incluiu-a por sugestão de John Lennon e assim como no caso dos Platters, a canção alcançou o topo dos charts. John Lennon toca violão na gravação e gravou uma guia vocal que foi mantida pelo produtor. A versão vocal de Lennon aparece na sua caixa Anthology. Diana Ross gravou a musica em 2007 no seu álbum I Love You.

A letra:

Only you can make this world seem right
Only you can make the darkness bright
Only you and you alone
Can thrill me like you do
And fill my heart with love for only you

Only you can make this change in me
For it's true, you are my destiny
When you hold my hand
I understand the magic that you do
You're my dream come true
My one and only you

Only you can make this change in me
For it's true, you are my destiny
When you hold my hand
I understand the magic that you do
You're my dream come true
My one and only you

Segue The Platters nos anos 1950:



Agora Roy Orbison, somente o audio:



Ringo Starr, nos anos 1970:

No comments:

Post a Comment