Monday, December 16, 2013

255 – The Chiffons – He’s so fine (1963)



Escrita por Ronald Mack e foi gravada pelas Chiffons em dezembro de 1962 e lançada em janeiro de 1963 num compacto que tinha Oh my lover como Lado B. Chegou ao número 1 dos charts pop americanos e ficou lá nessa posição por quatro semanas durante a primavera de 1963. 

Ronald Mack, o compositor da música, viu as Chiffons cantando numa lanchonete de uma escola de High School e se tornou o manager delas. Mack então falou com a Bright Tunes Corporation, que era uma companhia de produção cujos donos eram os Tokens, que viriam a produzir as Chiffons na música He’s so fine. Os Tokens também tocaram na gravação. 

Inicialmente eles não queriam lançar a música, mas com o hoje clássico doo-land doo-lang doo lang, que foi sugestão do engenheiro de som Johnny Cue, a canção começou a parecer um hit, mas dez gravadoras rejeitaram a canção antes da Laurie Records aceitarem lançá-la. 

He’s so fine entrou nos charts nacionais em fevereiro de 1963, chegando ao número 1 em 30 de março e ficando nessa posicao por quatro semanas. Chegou também ao número 1 dos charts de Soul e número 16 no Reino Unido. 

Jody Miller gravou-a em 1971, chegando ao número 5 dos charts country. Dione Bronfield gravou-a em 2009. 

Em 10 de fevereiro de 1971, Bright Tunes Corporsation processou George Harrison por plágio, com o seu hit do momento My sweet lord. O caso só foi pra julgamento em fevereiro de 1976, e o juiz determinou que George Harrison era culpado de plágio subconsciente. O julgamento pra determinar o prejuízo só ocorreu em fevereiro de 1981. Nesse período, o manager de Harrison, Allen Klein, era o dono da Bright Tunes Corporation. George então comprou a empresa dele e embora o litígio continuou por mais dez anos, foi no fim suspenso. 

Em 1975, os Chiffon gravaram uma versão de My Sweet Lord, tentando capitalizar na publicidade gerada pelo processo. George Harrison escreveu This song, falando do processo de plágio. 

A letra:
(Do-lang, do-lang, do-lang)
(Do-lang, do-lang)

He's so fine
(Do-lang-do-lang-do-lang)
Wish he were mine
(Do-lang-do-lang-do-lang)
That handsome boy overthere
(Do-lang-do-lang-do-lang)
The one with the wavy hair
(Do-lang-do-lang-do-lang)
I don't know how I'm gonna do it
(Do-lang-do-lang-do-lang)
But I'm gonna make him mine
(Do-lang-do-lang-do-lang)
He's the envy of all the girls
(Do-lang-do-lang-do-lang)
It's just a matter of time
(Do-lang-do-lang)

He's a soft [Spoken] guy
(Do-lang-do-lang-do-lang)
Also seems kinda shy
(Do-lang-do-lang-do-lang)
Makes me wonder if I
(Do-lang-do-lang-do-lang)
Should even give him a try
(Do-lang-do-lang-do-lang)
But then I know he can't shy
(Do-lang-do-lang-do-lang)
He can't shy away forever
(Do-lang-do-lang-do-lang)
And I'm gonna make him mine
(Do-lang-do-lang-do-lang)
If it takes me forever
(Do-lang-do-lang)

He's so fine
(Oh yeah)
Gotta be mine
(Oh yeah)
Sooner or later
(Oh yeah)
I hope it's not later
(Oh yeah)
We gotta get together
(Oh yeah)
The sooner the better
(Oh yeah)
I just can't wait, I just can't wait
To be held in his arms

If I were a queen
(Do-lang-do-lang-do-lang)
And he asked me to leave my throne
(Do-lang-do-lang-do-lang)
I'll do anything that he asked
(Do-lang-do-lang-do-lang)
Anything to make him my own
(Do-lang-do-lang-do-lang)
For he's so fine
(So fine) so fine
(So fine) he's so fine
(So fine) so fine
(So fine) he's so fine

(So fine) oh yeah
(He's so fine) he's so fine
(So fine) uh-huh
(He's so fine)
He's so fine.


A versão original das Chiffons:



A versão de Jody Miller:



Dionne Bromfield:

No comments:

Post a Comment