Sunday, January 3, 2010

11 - Chuck Berry - Maybellene (1955)


Chegava a cena outro grande monstro sagrado do rock and roll. Chuck Berry gravava seu primeiro hit, Maybellene, em 21 de Maio de 1955 no Universal Recording Studios, em Chicago, Illinois. A gravadora era a Chess Records, dos irmãos Leonard e Phil, a mesma que lançou Hoochie coochie man. No lado B desse compacto simples tinha Wee wee hours. Chuck Berry fez uma adaptação em cima da canção country Ida Red, mudando o nome pra Ida May. Conta a história de uma corrida de carros e um romance acabado. Ida Red tinha sido gravada por Bob Wills and The Texas Playboys, em 1938. Chuck Berry foi levado à Chess por Muddy Waters, e os irmãos Chess gostaram da idéia de lançar uma música country tocada por um negro. A revista Rolling Stone disse que a guitarra de rock and roll começou com Maybellene. Na verdade, a canção é um pacote completo de rock and roll: um tema juvenil, guitarras, dicção clara e uma atmosfera de excitação. A canção foi um tremendo sucesso tanto pra o público branco quando para o público negro e foi logo regravada por inúmeros artistas. Os irmãos Chess adicionaram baixo e maracas na canção e acharam o nome Ida May muito caipira e vendo uma caixa de maquiagem com a marca famosa, decidiu chamar a música de Maybellene, alterando a escrita pra evitar um processo da companhia de cosméticos. A música foi um sucesso, pois os jovens eram e são fascinados por carros, velocidade e sexo. Maybellene foi um dos primeiros hits a entrar nos charts de Rhythm and Blues, Country and Western e os Charts Pop ao mesmo tempo. Os inimitáveis riffs de Chuck Berry, o blues-style picking na guitarra country e o piano de Johnson deram um toque de génio a música, que foi fundamental no surgimento do rock and roll. Essa fusão de batida rhythm and blues com estilo de country rural foi o catalisador para o tipo de rock que surgiu no meio da década de 1950. Por causa de jábá (payola), o disco jóquei Alan Freed recebeu metade dos direitos autorais de Maybellene, para que pudesse tocá-la no rádio e divulgar a canção. Russ Fratto, que emprestava dinheiro a Chess Records, também recebeu parte dos créditos. Os nomes dos dois foram retirados da autoria posteriormente. A canção chegou ao número 5 dos charts Pop e numero 1 dos charts de rhythm and blues. A Billboard colocou Maybellene como a música numero 3 do ano de 1955 de vendas de rhythm and blues e dos charts de Juke box plays. Em 1988, Maybellene recebeu um Grammy por sua influência no rock and roll. O Rock and Roll Hall of Fame colocou Maybellene na lista das 500 canções que deram shape ao rock and roll. Em 1999, A National Public Radio colocou Maybellene como uma das 100 músicas americanas mais importantes do século 20. Acclaimed Music coloca Maybellene como a número 81 das melhores música de todos os tempos e coloca também como a segunda melhor de 1955. A canção teve mais de 70 regravações, incluindo Elvis Presley, Simon and Garfunkel, Carl Perkins, Gerry and The Pacemakers, Johnny Rivers e Chubby Checker. Inclusive a versão de Rivers de 1964 chegou ao número 12 nos charts americanos.

A letra:


Maybellene, why can't you be true?  Oh Maybellene, why can't you be true?
You gonna start undoing the things you used to do.

As I was motivatin' over the hill
I saw Maybellene in a coup de ville.
A cadillac a-rollin' on the open road,
Nothin' will outrun my v8 ford.
The cadillac doin' 'bout ninety-five,
She's bumper to bumper rollin' side by side.

Maybellene, why can't you be true? Oh Maybellene, why can't you be true?
You gonna start back doing the things you used to do.

The cadillac pulled up ahead of the Ford,
The ford got hot and wouldn't do no more.
It then got cloudy and it started to rain,
I tooted my horn for a passin' lead
The rain water blowin' all under my hood,
I knew that was doin' my motor good.

Maybellene, why can't you be true? Oh Maybellene, why can't you be true?
You gonna start back doing the things you used to do.


Oh Maybellene, why can't you be true? Oh Maybellene, why can't you be true?
You gonna start back doing the things you used to do.

The motor cooled down, the heat went down
And that's when I heard that highway sound.
The cadillac a-sittin' like a ton of lead
A hundred and ten a half a mile ahead.
The cadillac lookin' like it's sittin' still
And I caught Maybellene at the top of the hill.

Maybellene, why can't you be true? Oh Maybellene, why can't you be true?
You gonna start back doing the things you used to do.

Chuck Berry, cantando Maybellene e fazendo a dança do pato:



Chuck Berry cantando com Gerry and the Pacemakers:



Agora Chuck já em 1973, na TV à cores, 18 anos depois do release de Maybellene:



2 comments:

  1. Opa! Muito bom o blog cara! Acho que os nossos se complementam! Coloca o meu nos links de blogroll aí do lado e eu coloco o seu! O seu tem o mesmo nome que o meu, mas a sua ênfase de álbuns é diferente da minha!
    http://discografiaobrigatoria.wordpress.com/
    Abraço,
    Ricardo

    ReplyDelete