Sunday, December 29, 2013

258 – Bob Dylan – Bob Dylan’s dream (1963)



Escrita por Bob Dylan, foi lançada no álbum The Freewheelin’ Bob Dylan, em 27 de maio de 1963. Foi gravada em 24 de abril de 1963. Foi gravada também em forma de demo pra companhia que publicava Dylan, chamada M. Witmark and Sons. Foi gravada um dia antes da gravação original, ou seja, dia 23 de abril. Essa versão foi lançada no álbum The Bootleg Series Vol. 9 – The Witmark Demos: 1962-1964, em outubro de 2010. Uma versão ao vivo foi também lançada no disco In concert at Brandeis Universoty 10/05/1963.

Duas versões são creditadas como sendo a fonte de inspiração da canção. Na primeira, Bob Dylan’s dream é sobre as lembranças que ele tinha do tempo que morava no Greenwich Village, em New York. Lá ele tinha amizade com o comediante Hugh Romney, no começo dos anos 1960s. Romney vivia em cima do The Gaslight Café, na MacDougal Street, onde ele trabalhava como diretor de entretenimento. 

Os dois haviam se conhecido no Gaslight na primavera de 1961. Dylan se aproximou à Romney perguntando se havia possibilidade dele tocar la e começou a aparecer constantemente na área. Dentro de poucos meses, Dylan iria aparecer no Gaslight tocando. 

Também, Dylan vivia na casa de Romney, acima do Gaslight e escreveu uma das suas mais significativas músicas lá, A hard rain’s a-gonna fall, em agosto de 1962. O inverno seguinte, no fim de janeiro ou começo de fevereiro de 1963, Dylan iria escrever Bob Dylan’s dream, possivelmente uma lembrança dos seus primeiros dias no Village, quando sua vida era menos complexa. 

A segunda versão é do biógrafo e crítico Robert Shelton. Segundo ele, a canção é sobre a perda da inocência da sua adolescência em Hibbing, Minnesota. John Bucklen, um dos amigos mais próximos de Dylan em Hibbing no meio dos anos 1950s, disse à Shelton que ele e Dylan costumavam tocar violão e cantar versos juntos. Bucklen disse que quando ouvia Bonb Dylan’s dream, sempre se lembrava das vezes que tocaram juntos na casa da irmã dele e tinha certeza que faziam parte desse sonho. 

De acordo com Shelton, a melodia de Bob Dylan’s dream foi tirada da tradicional balada “Lord Franklin”, que ele conheceu através de Martin Carthy, um cantor de folk inglês que ele conheceu quando visitou Londres no final de dezembro de 1962. 

Entretanto, Dylan provavelmente conheceu a canção antes disso, porque seu amigo de Greenwich Village Paul Clayton havia gravado-a em 1957, no álbum Whaling and sailing songs: from the days of moby dick. Em ambos os casos, com poucas semanas apos retornar de Londres, Dylan começou a tocar Bob Dylan’s dream pra Gil Turner, durante sessões de gravação no Gerde’s Folk City. 

Além da melodia, Dylan também pegaria alguns versos emprestados de Lord Franklin. Bob Dylan’s dream termina com “Ten thousand dollars at the drop of a hat/I’d give it all gladly if our lives could be like that”. Em Lord Franklin, ela termina assim: “Ten thousand pounds would I freely give/To know on earth, that my franklin do live”.

Em pouco tempo, Dylan tornou a canção parte do seu repertório, tocando-a no seu primeiro grande concerto em New York, no Town Hall, em 12 de abril de 1963. Em menos de duas semanas, ele iria gravá-la. 

Peter, Paul and Mary regravaram-a em 1967. Judy Collins em 1993. Brian Ferry em 2012, entre outros artistas. 

A letra:

While riding on a train goin' west
I fell asleep for to take me a rest
I dreamed a dream that made me sad
Concerning myself and the first few friends I had.

With half-damp eyes I stared to the room
Where my friends and I´d spent many an afternoon
Where we together weathered many a storm
Laughin' and singing till the early hours of the morn.

By the old wooden stove where our hats was hung
Our words was told, our songs was sung
Where we longed for nothin' and were satisfied
Singing, and talking about the world outside.

With hungry hearts through the heat and cold
We never much thought we could ever get old
We thought we could sit there forever in fun
But our chances really was a million to one.

As easy it was to tell black from white
It was all that easy to tell wrong from right
And our choices they were few and the thought never hit
That the one road we traveled would ever shatter or split.

Ah, many a year has passed and gone
Many a gamble has been lost and won
And many a road taken by many a friend
And each one I've never seen again.

I wish, I wish, I wish in vain
That we could sit simply in that room again
Ten thousand dollars at the drop of a hat
I'd give it all gladly if our lives could be like that.


A versão de Eric Taylor:



A versão de Peter, Paul and Mary:



A versão de Bryan Ferry:

No comments:

Post a Comment