Tuesday, March 5, 2013

184 – Jacques Brel – Ne me quitte pas (1959)

Escrita pelo belga Jacques Brel, é um clássico da língua francesa. Lancada em 1959, foi lançada pela Phillips Records. A canção foi escrita quando a amante de Brel, chamada Suzanne Gabriello, cujo apelido era Zizou, jogou Brel pra fora da vida dela.

Ela estava grávida de Brel, mas ele se recusou a aceitar que a criança fosse dele. Por causa das confusões, ela perdeu o bebê. Essa canção é considerada o maior classico da carreira de Jacques Brel. Ele disse em uma entrevista que a canção não era uma canção de amor, mas sim uma canção sobre a covardia dos homens.  

Em 1961, a cantora brasileira Maysa Matarazzo gravou uma versão em francês que ficou bem conhecida no mundo inteiro, tendo sido usada inclusive a versão dela pro filme de Pedro Almodovar de 1987 chamado Law of Desire. A versão que passou na minissérie Presença de Anita também é a de Maysa.

Nina Simone também gravou uma versão em francês em 1965. Em 1988 foi a vez de Sting, gravar uma versão em francês ao vivo. Em 2002, o Cirque Du Soleil usou a canção na produção Varekai. Eu tive a oportunidade de assistir esse espetáculo quando do seu lançamento, no velho porto de Montréal. Fantástico.

Em 2003, Cindi Lauper fez a sua gravação. Em 2009 foi a vez da brasileira Maria Gadu. No mesmo ano, Barbra Streisend fez uma versão que misturava inglês e francês. Em 2011 Celine Dion cantou essa canção na sua série de shows em Las Vegas, que foi lançada em 2012 em disco.

Foi regravada também em árabe, em catalão, em croata, tcheco, alemão (pelo próprio Jacques Brel e por Marlene Dietrich, ela em 1963), em inglês ela ganhou o nome de If you go away e foi regravada varias vezes. Em 1969, Dusty Springfield fez uma versão misturada em inglês e francês. Foi regravada também em finlandês, grego, hebreu, italiano (incluindo Gino Paoli em 1962), polonês, português (regravada por Altemar Dutra em 1979 e por Fagner em 1989, numa outra versão), russo, espanhol (Fito Paez em 2011),  sueco, turco e uma versão instrumental feita por Richard Clayderman, em 1982.

A letra:

Ne me quitte pas Il faut oublier
Tout peut s'oublier Qui s'enfuit déja
Oublier le temps Des malentendus
Et le temps perdu A savoir comment
Oublier ces heures Qui tuaient parfois
A coups de pourquoi Le coeur du bonheur
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas

Moi je t'offrirai Des perles de pluie
Venues de pays Ou il ne pleut pas
Je creuserai la terre Jusqu'apres ma mort
Pour couvrir ton corps D'or et de lumiere
Je ferai un domaine Ou l'amour sera roi
Ou l'amour sera loi Ou tu seras reine
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas

Ne me quitte pas , Je t'inventerai
Des mots insensés Que tu comprendras
Je te parlerai  De ces amants-la
Qui ont vu deux fois Leurs coeurs s'embraser
Je te raconterai L'histoire de ce roi
Mort de n'avoir pas Pu te rencontrer
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas

On a vu souvent  Rejaillir le feu
D'un ancien volcan Qu'on croyait trop vieux
Il est paraît-il Des terres brulées
Donnant plus de blé Qu'un meilleur avril
Et quand vient le soir Pour qu'un ciel flamboie
Le rouge et le noir  Ne s'épousent-ils pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas

Ne me quitte pas , Je ne vais plus pleurer
Je ne vais plus parler Je me cacherai la
A te regarder  Danser et sourire
Et a t'écouter  Chanter et puis rire
Laisse-moi devenir L'ombre de ton ombre
L'ombre de ta main L'ombre de ton chien
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas
Ne me quitte pas , Ne me quitte pas. 


Jacques Brel com Ne me Quitte pas em um video de 1964:



Maysa Matarazzo:



Celine Dion em 2011:


No comments:

Post a Comment