Sunday, February 20, 2011

69 – Buddy Holly – Not fade away (1957)

Not fade away foi um clássico entre os clássicos. Gravada em 27 de Maio de 1957 em Clovis, estado do Novo México, e lançada em 27 de Outubro do mesmo ano por Buddy Holly and The Crickets, foi um compacto simples e teve “Oh, Boy!” do lado B.

Foi escrita por Buddy Holly, mas como o produtor tinha que assinar em todas as canções pelo acordo entre eles, Norman Petty também participava dos créditos da canção. Foi lançada pela Brunswick, um selo pequeno comparado com o tamanho que era Buddy Holly.

O padrão do ritmo da canção é um dos clássicos exemplos da batida conhecida como Bo Diddley, que na verdade era uma actualização de um ritmo chamado “Hambone” ou “Patted Juba”, ritmo esse oriundo da África Ocidental.

Jerry Allison, o baterista dos Crickets, fez o som da bateria batendo numa caixa de papelão. Allison era o melhor amigo de Holly e alega ter escrito parte da letra da música, apesar de seu nome não aparecer nos créditos da música. Joe Mauldin tocou baixo. Not fade away é o numero 107 da lista das 500 maiores canções de todos os tempos da revista Rolling Stone. Curiosamente, a música nunca entrou nos charts americanos.

A regravação mais famosa de Not fade away foi feita pelos Rolling Stones em 1964, com uma forte ênfase na batida de Bo Didley. Essa gravação se transformou num enorme hit na Grã-Bretanha e foi o lado A do primeiro compacto simples dos Rolling Stones. O lado B desse compacto lançado nos Estados unidos foi I wanna be your man, que dada por John Lennon e Paul McCartney de presente. Na Inglaterra o lado B foi Little by little.

Foi gravada em 10 de Janeiro de 1964 no Olympic studio em Londres e lançada em 21 de Fevereiro de 1964 na Inglaterra e em 6 de Março nos Estados Unidos. A gravadora era a Decca, que havia descartado os Beatles, por acharem que conjuntos com guitarras não tinham futuro. Se transformou no primeiro top5 na Grã-Bretanha dos Rolling Stones, chegando ao numero 3. Chegou ao número 48 nos Estados Unidos.

Era um numero constante nos shows dos Rolling Stones no inicio da carreira, inclusive abrindo os shows. E os Rolling Stones trouxeram a música de volta ao repertório deles na turnê Voodoo Lounge, de 1994-1995.

Outra versão famosa foi feita pelo Rush, em 1973. Foi também o compacto simples de estreia deles, assim como fez os Rolling Stones. O curioso é que essa gravação não foi passada pra CD e o compacto é artigo raro entre os colecionadores.

Outro grupo que gravou a musica foi o Grateful Dead, e chegaram a toca-la 530 vezes ao vivo, tornando-se a sétima musica que eles mais tocaram na vida. Também Sheryl Crow fez uma gravação. Bruce Springsteen, Bob Dylan, Tom Petty, Bon Jovi, Patti Smith e James Taylor tinham a música inclusa nos seus repertórios.

A letra:

Im gonna tell you how its gonna be
Youre gonna give your love to me
I wanna love you night and day
You know my love not fade away
Well you know my love not fade away

My love is bigger than a Cadillac
I try to show it and you drive me back
Your love for me has got to be real
For you to know just how I feel
A Love for real not fade away

Im gonna tell you how its gonna be
Youre gonna give your love to me
A love to last more than one day
A love that's love not fade away
A love that's love not fade away

A gravação original de Buddy Holly, somente o áudio:


Rolling Stones ao vivo em 1964:



Grateful Dead ao vivo em 1989:

No comments:

Post a Comment