Monday, April 5, 2010

24 – Gene Vincent – Be Bop a Lula (1956)

Finalmente chegamos ao ano de 1956 e nada melhor do que um dos maiores clássicos da história do rock and roll pra abrir esse ano. A música é Be-Bop-A-Lula, primeiramente gravada por Gene Vincent and His Blue Caps (daí o nome do grupo brasileiro da jovem guarda chamado Renato e seus blue caps).

A canção foi creditada a Gene Vincent e seu manager, Bill Davis. A música começou a ser escrita em 1955, quando Vincent estava se recuperando de um acidente de moto no hospital naval em Norfolk, Virginia. Lá, ele conheceu um sujeito chamado Donald Graves, que escreveu a letra da canção, enquanto Vincent escreveu a música.

Então, Davis comprou a parte de Graves por 50 dólares e assinou a música como se fosse dele. A frase “Be bop a lula” é quase idêntica a “Be baba leba”, que era o titulo de uma hit de 1945 cantada por Helen Humes, que se tornou um hit bem maior quando foi regravada por Lionel Hampton com o titulo de “Hey, ba-ba-re-bop”.

Essa frase ou qualquer coisa semelhante a ela, era usada por todos nos meios de jazz na década de 1940, o que deu o nome ao estilo musical conhecido como Bebop. E estudiosos garantem que essa frase é ainda derivada dos gritos de “arriba, arriba”, usados pelos latinos americanos pra encorajar os membros da banda.

No começo de 1956, Vincent tocou a música num show de rádio em Norfolk e gravou a versão demo e esta versão foi passada pra Capitol Records, que estavam procurando um cantor jovem pra rivalizar com Elvis. Então a Capitol convidou Vincent pra gravar a canção e esta foi gravada no Owen Bradley Studio, em Nashville, Tennessee em 4 de Maio de 1956.

A banda na gravação foi Cliff Gallup na guitarra solo, Willie Williams na guitarra rítmica, Jack Neal no baixo e Dickie Harrel na bateria. Quando a música estava sendo gravada, Harrell grita no fundo, pois queria ter certeza de que a sua família iria escuta-lo no disco.

A música foi lançada em Junho de 1956 e imediatamente vendeu bem. Em Abril de 1957, já havia vendido mais de 2 milhões de cópias. E também foi lá pra cima nos charts americanos e ingleses. Vincent também aparece no famoso filme The Girl can’t help it, cantando essa sua famosa música.

Jerry Lee Lewis fez uma regravação, assim como os Beatles, Everly Brothers, John Lennon, Paul McCartney, Carl Perkins, Queen, Eric Burdon, entre outras dezenas de artistas. Na guitarra mais querida de George Harrison, uma Fender Stratocaster que ele chamava de “Rocky”, tinha escrito o seguinte nome “Bebopalula”.

A letra:

Well, be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby love
My baby love, my baby love

Well, she's the girl in the red blue jeans
She's the queen of all the teens
She's the one that I know
She's the one that loves me so

Say be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby love
My baby love, my baby love

Well, she's the one that gots that beat
She's the one with the flyin' feet
She's the one that walks around the store
She's the one that gets more more more

Be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby
Be-bop-a-lula, I don't mean maybe
Be-bop-a-lula, she's my baby love
My baby love, my baby love

Gene Vincent ao vivo em 1959;



Agora a versão de Phil e Don, os Everly Brothers:



Paul McCartney no unplugged MTV, de 1991:

No comments:

Post a Comment